VÁRZEA ALEGRE TERRA DOS CONTRASTES - Mundim do Vale
Localizada no centro sul do estado do Ceará ficou conhecida no Brasil inteiro depois do musical Contrastes de Várzea Alegre, interpretado por Luiz Gonzaga e composto por Zé Clementino. Cidade que foi tema de um documentário da Rede Globo de Televisão, por ser uma cidade alegre, fazendo assim jus ao seu nome. Cidade que por brincadeira de um grupo de agricultores do sítio Roçado de Dentro, deu partida no samba, para ser hoje, com duas escolas, MIS e ESURD, detentora do melhor carnaval do interior cearense, atraindo turista do estado e do país. Cidade de um povo que transformas as adversidades em causos humorísticos. Cidade que Jesus foi intimado, que o padre era casado, que o sobrado é no oitão, que Telha Quebrada é filho de Zé Goteira e um cego da Boa Vista morreu afogado na Lagoa Seca. Cidade que aparece nos sonhos dos seus filhos que estão ausentes, mas não esquecem jamais. Várzea Alegre dos grandes adjuntos da colheita do arroz, animados pelo grupo de Maneiro Pau e a Banda Cabaçal. Várzea Alegre que quando os filhos que estão distantes se encontram dizem:
- Ou Várzea Alegre boa só é longe! Várzea Alegre que Manoel Cachacinha criou o slogan “Várzea Alegre é natureza! E para finalizar, Várzea alegre é a cidade que só nos deixa tristes quando estamos distantes.

segunda-feira, 24 de março de 2014

QUERIA VER NOVAMENTE - Por Mundim do Vale

QUERIA VER NOVAMENTE
MAS SEI QUE NÃO VEJO MAIS.
  
Gostaria de ver os poetas do Memória desenvolverem esse mote

Queria ver Valdeliz,
Joaquim Fiuza e Bebé,
O bom prefeito Bié
E o Sr. Luiz Diniz.
A minha saudade diz
Que não vejo mais meus pais,
Sérgio Piau, João Morais
E Candeiro meu parente.
QUERIA VER NOVAMENTE
MAS SEI QUE NÃO VEJO MAIS.

Queria ver Vieirinha
Murilo com Zé Teixeira,
Dona Emília e Zé Pereira
E o amigo Taveirinha.
Queria ver Zé Ritinha
Um pedreiro bom demais
Mas nem  bolas de cristais
Eu posso ver minha gente.
QUERIA VER NOVAMENTE
MAS SEI QUE NÃO VEJO MAIS.

Queria ver Seu Matias
Sendo nosso delegado,
Queria vender meu gado
A José de Zacarias.
Queria ver Vicente Elias
Com a boiada nos currais,
Zé Belo com os jornais
Para entregar ao tenente.
QUERIA VER NOVAMENTE
MAS SEI QUE NÃO VEJO MAIS.

Queria ver Zé Teté
Conversando com Acelino,
Queria ver Zé Silvino
Com o motor lá no Coité.
Queria ver João Bilé
Dentro dos canaviais
Para não faltar jamais
Rapadura para a gente.
QUERIA VER NOVAMENTE
MAS SEI QUE NÃO VEJO MAIS.

Queria ver Salviano
Na sua alfaiataria
Trabalhando todo dia
Danado cortando pano.
Queria ver Zé Caetano
Cumprindo seus ideais
Dos feitos municipais
De um edil competente.
QUERIA VER NOVAMENTE
MAS SEI QUE NÃO VEJO MAIS.

Queria ver o Bidinho
Rimando com Zé pequeno
Um poema bem sereno
Feito por Souza sobrinho.
Eu queria ver Santinho
Com os seus dons naturais
Castigando os imorais
Num  terço de penitente.
QUERIA VER NOVAMENTE
MAS SEI QUE NÃO VEJO MAIS.

Mundim do Vale.

Um comentário:

  1. Genial, Mundim. Senti saudade da minha infância. Grande abraço.

    ResponderExcluir