VÁRZEA ALEGRE TERRA DOS CONTRASTES - Mundim do Vale
Localizada no centro sul do estado do Ceará ficou conhecida no Brasil inteiro depois do musical Contrastes de Várzea Alegre, interpretado por Luiz Gonzaga e composto por Zé Clementino. Cidade que foi tema de um documentário da Rede Globo de Televisão, por ser uma cidade alegre, fazendo assim jus ao seu nome. Cidade que por brincadeira de um grupo de agricultores do sítio Roçado de Dentro, deu partida no samba, para ser hoje, com duas escolas, MIS e ESURD, detentora do melhor carnaval do interior cearense, atraindo turista do estado e do país. Cidade de um povo que transformas as adversidades em causos humorísticos. Cidade que Jesus foi intimado, que o padre era casado, que o sobrado é no oitão, que Telha Quebrada é filho de Zé Goteira e um cego da Boa Vista morreu afogado na Lagoa Seca. Cidade que aparece nos sonhos dos seus filhos que estão ausentes, mas não esquecem jamais. Várzea Alegre dos grandes adjuntos da colheita do arroz, animados pelo grupo de Maneiro Pau e a Banda Cabaçal. Várzea Alegre que quando os filhos que estão distantes se encontram dizem:
- Ou Várzea Alegre boa só é longe! Várzea Alegre que Manoel Cachacinha criou o slogan “Várzea Alegre é natureza! E para finalizar, Várzea alegre é a cidade que só nos deixa tristes quando estamos distantes.

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Genealogia CEVALA - Memória Varzealegrense

GENEALOGIA CEVALA - Para ler com seus avós

BERNARDO DUARTE PINHEIRO & ANA MARIA BEZERRA


Bernardo Duarte Pinheiro (Bernardo Duarte Pinheiro Passos), sesmeiro, Ten.-Gen., irmão de Agostinho 
Duarte Pinheiro, com quem chegou ao Ceará e mais um amigo Vasco Pereira da Cunha, Ten.-Cel., que a 

09.05.1734, assistia na Igreja Matriz de N. Sra. da Expectação do Icó, ao batismo de Atanázio, filho de 

Maria, ambos seus escravos. Em 22.10.1738 ainda se encontra na freg. do Icó, onde participa do batismo de Bartolomeu, f. Domingos e Antônia, seus escravos, no sítio de Santa Catarina. 

Bernardo Duarte Pinheiro nasceu na freg. de Santa Eulália, concelho de Paços de Ferreira, distrito do Porto, Portugal. Bernardo faleceu em 20.11.1768, na faz. Lagoas/rib. riacho do Machado/Várzea Alegre. Em 23.11.1768 foi realizada missa na Igreja Matriz de N. Sra. da Expectação do Icó, esmolado por sua mulher, Ana Maria Bezerra, em intenção de sua alma. 

Ana Maria Bezerra, n. Santo Antão da Mata ou Tracunhaém/PE, f. Antônio Bezerra do Vale e Maria Álvares de Medeiros.

Nota: Para continuar lendo acessem o link abaixo de Genealogia CEVALA. Por se tratar de um livro com mais de 200 páginas optamos por postar apenas um início. Leiam e vejam de onde vem suas descendências. Uma boa leitura a todos!



APRESENTAÇÃO

Grande parte das férias escolares de minha infância passei-as no sítio Cachoeira, município de Cedro, onde ficava a propriedade de meu avô materno. 

Ali além das brincadeiras, de tomar banho de açude e andar a cavalo, gostava de ouvir as estórias que minha avó contava. Já do meu avô gostava de interrogá-lo sobre nossas origens, quem seriam nossos antepassados. 

Fiquei deslumbrado ao saber da forte endogamia que cercava os casamentos em épocas pretéritas. Daí foi pouco para que me contaminasse profundamente com o “vírus” da Genealogia. 

Das informações sobre meus antepassados mais próximos cheguei rapidamente às gerações mais distantes e compreendi desses estudos que o cerne de minha família advinha dos entrelaçamentos que se deram entre os genearcas do triângulo CEVALA (de CEdro, Várzea Alegre e LAvras da Mangabeira).

Tomei tal gosto por tudo isso que encetei pesquisa no sentido de discriminar toda a descendência daqueles primeiros povoadores a chegarem à região, partindo do início do século XVIII e indo até os dias atuais.

Minhas pesquisas, é necessário lembrar, foram por demais beneficiadas por uma importante linhagem de pesquisadores: Pedro Tenente, Acelino Leandro, Pedro Piau, Acrísio Costa, Oliva Ribeiro, Rosália, Romildo, Leonardo Feitosa, Aécio Feitosa, pelo renomado Joaryvar Macedo, pelos ilustríssimos Francisco Augusto de Araújo Lima e Pe. Antônio Teodósio Nunes e outros tantos que infelizmente me faltam a memória.

Procurei de várias maneiras algum apoio para a continuação desse empreendimento, até que surgiu a idéia da prima Ana Angélica de envolver mais familiares e realizarmos um evento para angariar fundos nesse sentido. Esse tal evento chamado CONFRATERNIZAÇÃO DAS FAMÍLIAS CEVALA já consta de três edições, todas realizadas em Fortaleza.

Se de tudo não foi possível chegar a um resultado financeiro satisfatório pelo menos conseguimos propiciar a alegria, o reencontro e o conhecimento de diversos familiares da sobredita região.

Tome tento: cada nome deste rol representa a história de uma vida, a marca de um esforço, o nosso passado. Devemos nos apegar a essa centelha da presença de nossos ancestrais para não nos precipitar dos abissais desfiladeiros da ignorância e da prepotência.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário